Fraude investigada na Operação Adsumus pode ter atingido até 80 municípios baianos

Fraude investigada na Operação Adsumus pode ter atingido até 80 municípios baianos
Foto: Luana Ribeiro / Bahia Notícias
A fraude desarticulada pela Operação Adsumus, do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) pode ter atingido entre 60 e 80 municípios baianos. Inicialmente especulava-se que a fraude, descoberta na prefeitura de Santo Amaro, poderia atingir até 10% das cidades do interior. De acordo com o promotor da região, João Paulo Schoucair, os representantes das empresas Grauthec, Oliveira Construções, Serv Bahia e Real Locação deverão responder pelos crimes de fraude licitatória, associação criminosa, peculato e lavagem de dinheiro utilizando laranjas. Na manhã desta terça-feira (6), o MP-BA deflagrou a segunda fase da Operação Adsumus, em que foram cumpridos seis dos oito mandados de condução coercitiva e nove mandados de busca em apreensão, nas sedes das empresas em Salvador, Camaçari e Lauro de Freitas (relembre aqui). De acordo com o órgão, entre 2011 e 2015 a fraude movimentou ilegalmente cerca de R$ 2 bi