Acusado de tráfico envolvido em triplo homicídio em São Cristóvão é preso

Após ser reconhecido por testemunhas como um dos autores do triplo homicídio ocorrido no dia 7 de abril, na localidade da Fazenda Cassange, em São Cristovão, a Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM) solicitou à Justiça a prisão preventiva do acusado de tráfico Ariel Simão dos Santos, o Paulista, de 29 anos.
Com passagem por receptação de veículo, Ariel, que nega a participação no crime, foi identificado junto com os comparsas Kaiã Erick Freire dos Santos e Rafael Almeida de Jesus, o Rafinha, Oito de Paus do Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública (SSP/BA), ambos procurados pela polícia.
O alvo da ação, motivada pela rivalidade entre quadrilhas, era o ex-presidiário Wellington Paulo Conceição de Jesus, que saiu do presídio, onde cumpria pena por assalto, dois dias antes do crime. Ele foi morto com três facadas nas costas, baleado em várias partes do corpo e teve os pés e mãos amarrados para trás. Sua companheira Mariana Alves de Lima e uma adolescente de 16 anos também foram vítimas dos criminosos.
Ariel está custodiado no Hospital Geral do Estado (HGE) desde 3 de maio, quando sofreu um acidente de moto em São Cristovão, que resultou na morte da companheira, depois de fugir de uma abordagem policial. Ele alegou que não obedeceu à ordem de parar por medo de receber uma multa e ter sua motocicleta apreendida, pois pilotava sem a carteira de habilitação.
O delegado Valfredo Silva Santos, da DHM, solicita à população que compartilhe com a polícia qualquer informação sobre o paradeiro de Kaiã Erick e Rafinha por meio do Disque Denúncia 3235 - 0000. O anonimato é garantido. Conforme nota da ascom / Polícia Civil.