Irmã de Aécio Neves pediu que mãe orasse pela família, diz coluna

 
Nas gravações feitas pela PF, Andréa é flagrada pedindo a mãe que faça um grupo de oração para eles. De acordo com a coluna Radar Online, da REevista Veja, ela desabafa: “todo mundo está falando que tem coisa feita contra a gente”.
 
Irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB), a jornalista Andrea Neves recorreu semana passada ao Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, com pedido para que sua prisão preventiva decretada na Operação Patmos seja convertida em medidas cautelares diversas. O Código de Processo Penal estabelece como cautelares providências, entre outras, a proibição de falar com investigados, a obrigatoriedade de comparecer a audiências judiciais e o uso de tornozeleira eletrônica. No recurso, a principal linha de argumentação de Andrea Neves é a alegação de que ela está presa por fatos imputados ao irmão Aécio.
 
Presa preventivamente em Belo Horizonte, a jornalista Andrea Neves pediu 40 milhões de reais ao empresário Joesley Batista, delator da Operação Lava-Jato. A justificativa dada por Andrea, disse o delator, era a de que o dinheiro era o valor que deveria ser pago pelo apartamento da mãe, no Rio de Janeiro.