“Meu filho está preso por lealdade a você”, desabafa pai do primo de Aécio Neves

Resultado de imagem para foto aecio neves
Desembargador Lauro Pacheco, pai de Frederico Pacheco, fala sobre prisão do filho em postagem no Facebook

Poucos dias depois que Frederico Pacheco, primo do senador afastado Aécio Neves, ser preso em decorrência dos áudios divulgados por um dos donos da empresa JBS, Joesley Batista, o pai dele, Lauro Pacheco, escreveu um texto e usou a conta de sua esposa, Maria Augusta Gonçalves, para desabafar sobre a situação que a família está vivendo.
Frederico acabou sendo preso após ser flagrado pela Lava-Jato carregando malas de dinheiro da JBS para Aécio. Apesar de ser um primo distante, já que a falecida mãe dele era prima de Aécio, Frederico Pacheco sempre foi uma pessoa próxima do senador afastado.
Confira o texto de Lauro Pacheco direcionado para o senador afastado, Aécio Neves.
“Meu filho Frederico Pacheco de Medeiros está preso por causa de sua lealdade a você, seu primo.
Ele tem um ótimo caráter, ao contrário de você, que acaba de demonstrar, não ter, usando uma expressão de seu avô Tancredo Neves, ‘um mínimo de cerimônia com os escrúpulos’. Vejo agora, Aécio, que você não faz jus à memória de seu saudoso pai o Deputado Aécio Cunha. Falta-lha, Aécio, qualidade moral e intelectual para o exercício do cargo que disputou de Presidente da República. Para o bem do Brasil, sua carreira política está encerrada.
Ass. Lauro Pachedo de Medeiros Filho
Desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de Minas Gerais”.