Professores da rede municipal de Lauro de Freitas participarão de mobilização em Brasília

Com o adiamento da votação da Reforma da Previdência proposta pelo governo de Michel Temer, as centrais sindicais e movimentos sociais começarão, a partir desta semana, uma série de ações tendo Brasília como alvo principal da pressão.

A comissão especial que analisava a PEC aprovou o relatório por 23 votos a 14. No entanto, para que o texto seja aprovado em plenário, o governo precisa de 308 votos, e a base governista não tem convicção de que conseguirá atingir esse número, dada a rejeição ao tema.

Para aumentar a pressão contra a PEC, uma mobilização já está confirmada na capital federal nesta quarta-feira (17), com visitas a gabinetes no Congresso. Na próxima semana, dia 24 de maio, os movimentos farão o Ocupa Brasília, uma marcha que será realizada nas ruas da capital federal.

Os professores da rede municipal de Lauro de Freitas, também se farão presente nas manifestações no próximo dia 24/05, juntando-se à caravanas que seguem para o Distrito Federal. 

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Lauro de Freitas(Asprolf), em plenária, a categoria deliberou a favor de caravana que irá ao Ocupa Brasília, onde diversas centrais sindicais do país sairão em batalha em defesa do direito à aposentadoria e contra as reformas trabalhista e previdenciária.