SPM promove Ato pela Paz em Lauro de Freitas

Resultado de imagem para fotos
o mês de junho, duas mulheres foram vítimas de feminicídio em Lauro de Freitas -Vanúsia dos Santos, no dia 24, e Jussara de Oliveira, no dia 16. Para conscientizar a sociedade de que o “combate à violência contra a mulher é uma luta de todos”, a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres (SPM) realiza Ato pela Paz, neste sábado, às 9h, na Praça 8 de Março, em Vida Nova. 

O bairro foi escolhido por ter sido o local onde Vanusia residia. O principal suspeito pela morte da dona de casa é seu companheiro, que foi linchado pela população e se encontra custodiado no HGE. Jussara de Oliveira e seus dois filhos, Felipe e Ângela, foram assassinados também pelo companheiro da vítima que está foragido. As duas famílias estão sendo assistidas pela SPM. Ainda neste ano, outro feminicídio chocou a população, o de Junaria dos Santos Barbosa, em 12 de abril.

Com o tema “Basta! A luta também é sua” a SPM em parceria com o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher de Lauro de Freitas e o Centro de Referência Lélia Gonzalez convocam as mulheres para o ato contra os crimes do machismo que, de acordo com o Mapa da Violência, mata 4.8 mulheres a cada 100 mil no Brasil.

Para a secretária da SPM de Lauro de feitas, Bárbara Chaves, “é preciso chamar atenção para que a sociedade entenda que essa é uma luta conjunta. Não podemos deixar que essa violência continue. É necessário que a comunidade fique atenta e denuncie”. As denúncias podem ser feitas pelo 180.

A Lei 13.104/2015 que tipifica como feminicídio o crime praticado contra mulheres por razões de gênero entrou em vigor no dia 10 de março de 2015. A pena é de 12 a 30 de prisão e se for cometido contra gestantes e menores de 14 anos ou maiores de 60 anos a pena pode aumentar.