Obras de recuperação piscina semiolímpica de Itinga estão avançadas


Uma piscina semiolímpica construída na Itinga, entregue pelo governo do Estado à Prefeitura de Lauro de Freitas em janeiro de 2015, na gestão passada, ficou dois anos sem uso e sem manutenção. O estrago causado pelo abandono exigiu da atual gestão intervenções que vão da troca de todo o revestimento ao reparo na bomba d´água. As obras, realizadas por equipes da Secretaria de Infratrutura (SEINFRA), estão avançadas e a previsão é que o espaço seja aberto à população até o final do mês de julho.

Em visita técnica para acompanhamento das intervenções nesta quarta-feira, o secretário de Trabalho, Esporte e Lazer (Setrel), Uilson Souza destacou a importância do equipamento para o desenvolvimento do esporte no município e para a saúde da população. “Ainda estamos tentando entender como um equipamento desse porte e ficou sem utilização por tanto tempo”, lamentou.
Uilson Souza explicou que logo nos primeiros meses da gestão a Secretaria identificou a necessidade de intervenções para recuperar o equipamento. Foram executadas a retirada dos azulejos e de todo o revestimento, reboco, manutenção na bomba d´água e outros serviços, antes de iniciar a readequação para uso. “A reforma possibilitará atender mais de mil pessoas por mês, em todas as faixas etárias, e logo poderemos iniciar as inscrições para essas atividades”.

A piscina foi viabilizada por meio de um convênio firmado entre a Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb) e a Prefeitura de Lauro de Freitas, no início de 2012, um investimento em torno de R$400 mil. O equipamento foi entregue à Prefeitura em 20 de janeiro de 2015, concluído e apto a receber atividades esportivas, o que não ocorreu. Em agosto de 2016, a Sudesb constatou que o equipamento encontrava-se abandonado e sem uso e notificou a Prefeitura, sem resposta. No início deste ano, equipes da Setrel e Seinfra fizeram uma vistoria, identificaram as necessidades e iniciaram as intervenções.