'Não cultivo o sentimento mesquinho da vingança', diz Calero sobre prisão de Geddel

'Não cultivo o sentimento mesquinho da vingança', diz Calero sobre prisão de Geddel
O ex-ministro da Cultura Marcelo Calero se pronunciou sobre a prisão de Geddel Vieira Lima (veja aqui), nesta segunda-feira (3), pela Polícia Federal. No Facebook, o diplomata afirmou não nutrir rancor contra o peemedebista: “Não cultivo o sentimento mesquinho da vingança, mas sonho com um país em que os honestos possam dar sua contribuição e os desonestos respondam pelos seus atos. Que, acima de tudo, prevaleça a justiça, a democracia, a ética e a verdade”. Marcelo pediu demissão do cargo em novembro, após não chegar a um acordo com o presidente Michel Temer sobre como deveria tratar de uma desavença com Geddel, então ministro da Secretaria de Governo. Na época, Calero foi pressionado pelo baiano a ajudar na viabilização da obra do edifício “La Vue”, em Salvador