'Não é a hora' de PMDB avaliar permanência de Geddel, afirma Hildécio

'Não é a hora' de PMDB avaliar permanência de Geddel, afirma Hildécio
Após ter se manifestado por uma reunião “o mais rápido” possível depois da prisão do ex-ministro e presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, o deputado estadual Hildécio Meireles adotou tom mais ameno e afirmou nesta terça-feira (4) que não é momento para a legenda avaliar sua permanência, mas de ser solidário com o correligionário. Segundo o parlamentar, a solidariedade se deve “não apenas por todos os anos” de convivência no partido, mas “por tudo que ele fez pela Bahia”. "E qualquer decisão e até mesmo juízo de valor é precipitado. Até porque nada se sabe de concreto em relação ao processo que o levou a prisão. E repito: é hora de sermos solidários e aguardamos mais clareza nos fatos. Não podemos julgar ninguém sem provas".