De Chapa: Preso pela PF, Gustavo Ferraz quis ser candidato a presidente do Vitória

De Chapa: Preso pela PF, Gustavo Ferraz quis ser candidato a presidente do Vitória
Sócio do Leão há mais de cinco anos e atual conselheiro do clube, Gustavo Ferraz quis ser candidato a presidente pela chapa “Vitória do Torcedor”. Porém, seu nome não agradou e o grupo decidiu apoiar Ivã de Almeida, que venceu o pleito, mas se licenciou no fim de julho após resultados ruins e início de uma crise política. Gustavo rompeu com a situação pouco tempo depois da eleição. Ele foi preso pela Polícia Federal no último dia 8 de setembro, depois que a PF encontrou uma mala e caixas com dinheiro, que somavam R$ 51 milhões. Segundo as investigações, o dinheiro pertencia ao ex-ministro Geddel Vieira Lima e Ferraz o auxiliava a escondê-lo. Ainda de acordo com a PF, Ferraz teria transportado uma parte do dinheiro. As impressões digitais dele foram encontradas no “bunker”.