Saúde anuncia R$ 27 milhões para cuidado a crianças com síndrome associada ao Zika

Saúde anuncia R$ 27 milhões para cuidado a crianças com síndrome associada ao Zika
O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (12) o investimento de R$ 26,8 milhões em ações para reforçar a rede de cuidados às crianças com síndrome congênita associada à infecção pelo Zika. O montante é voltado a ampliar e qualificar os serviços na Atenção Básica, por meio dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASFs), avaliar os 5,3 mil casos confirmados e em investigação em todo o país, além de fortalecer as ações de vigilância. "Esta ação irá avaliar situação de cada caso em investigação para que possamos acompanhar a evolução da síndrome e tomar as devidas providências. Mesmo após o fim da emergência da Zika e microcefalia, o governo mantém o apoio e dará continuidade a assistência e cuidado dessas crianças e suas famílias", afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Do total de recursos, R$ 15 milhões serão repassados para 4.143 equipes de NASFs que possuam profissionais de fisioterapia. Cada equipe receberá cerca de R$ 3,6 mil para adquirir o material. Os outros R$ 11,8 milhões serão repassados aos estados e municípios, com o objetivo de fortalecer os serviços de avaliação, diagnóstico e acompanhamento dos 5,3 mil casos confirmados e em investigação neste momento. De acordo com o ministério, serão destinados cerca de R$ 2,2 mil de recursos para cada criança investigada. Atualmente, a rede de reabilitação em todo o país conta com 2.323 serviços de reabilitação e estimulação credenciados no SUS, com 190 Centros Especializados em Reabilitação (CERs), 33 Oficinas Ortopédicas, 238 serviços de reabilitação em modalidade única e 1.862 serviços de reabilitação credenciados pelos gestores locais.