NOTÍCIAS 24HS

Post Top Ad

Your Ad Spot

sexta-feira, 30 de março de 2018

S.O.S Rio Jones: diagnóstico e recuperação do manancial são temas de evento que acontecerá em Lauro de Freitas

                              
Manancial é alvo de degradação desde a nascente em São Francisco do Conde até a foz na praia de Buraquinho em Lauro de Freitas

A situação do rio Joanes e os principais desafios para sua recuperação e preservação serão temas do seminário S.O.S Rio Joanes, que será realizado nos próximos dias 3 e 4 de abril, em Lauro de Freitas. Ao final do evento, será produzida pelos participantes uma carta com os compromissos assumidos para que a revitalização desse recurso hídrico seja viabilizada.

O manancial é responsável por cerca de 40% do abastecimento de água de Salvador, Simões Filho e Lauro de Freitas e é alvo de degradação desde a nascente, em São Francisco do Conde, à foz, em Lauro de Freitas.

Serviço

Inscrições podem ser feitas no site do evento: www.sosriojoanes.org/inscricoes/

Nos dois dias do evento, o tema será discutido por meio de palestras e debates que serão realizados no auditório do Centro Pan-americano de Judô de Lauro de Freitas.

“O seminário tem o intuito de alertar a sociedade baiana de modo geral sobre a situação atual da Bacia do Rio Joanes, na amplitude do seu impacto ambiental, econômico e social, para traçar diagnósticos e soluções”, ressalta a organização do evento no site criado para o encontro.

Série

Em novembro do ano passado, A TARDE mostrou em uma série de reportagens especiais um diagnóstico da situação deste rio que é de gestão do governo estadual. Dentre os principais problemas identificados estão o descarte de esgotamento sanitário em afluentes, desmatamento de matas ciliares e ocupação próxima às margens do curso d’água.

A cerimônia de abertura acontecerá no dia 2 de abril, na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Nela, um representante de A TARDEfalará sobre o diagnóstico levantado na série de reportagens especiais.

Um caderno especial sobre o tema também está sendo preparado por A TARDE. Na publicação, que deverá ser disponibilizada na segunda semana de abril, será mostrada a história deste importante recurso hídrico que alimenta duas barragens: a Joanes I e a II. Todas as iniciativas e estratégias para que este manancial volte a ter as águas limpas estarão contempladas no material.

Expectativa

Para cada um dos dois dias são esperadas cerca de 200 pessoas para conferir palestras de especialistas, ambientalistas e técnicos. Dentre os palestrantes estão o ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, o secretário estadual de Meio Ambiente, José Geraldo dos Reis, a diretora-presidente da Agência Nacional de Águas, Christianne Dias Ferreira, o presidente do Grupo ABC, Nizan Guanaes, e a professora da Ufba Vânia Campos, entre outros.

Ainda na programação estão previstos um debate entre secretários de Meio Ambiente e Planejamento dos municípios por onde passa o Joanes e outro com a participação de especialistas da área de tecnologia de revitalização, preservação e monitoramento de rios.

Para o secretário de Planejamento de Lauro de Freitas, Mauro Cardim, um dos organizadores do evento, o objetivo principal do seminário é trazer à tona um debate sobre a bacia hidrográfica do Joanes.

“Vamos discutir os problemas do rio Joanes desde a nascente ao seu término, em Lauro de Freitas, para, em seguida, discutir soluções possíveis”, afirma Cardim, que é também curador técnico do evento.

Após as discussões, os participantes irão produzir uma carta onde serão estabelecidos os compromissos que devem ser adotados para viabilizar a recuperação e preservação do manancial. “Sabemos que é um trabalho árduo, difícil, mas queremos uma agenda para revitalizá-lo. Queremos a união de todos os secretários, prefeitos e o governo estadual”, acrescenta o secretário.


Descarte de esgotamento sanitário em afluentes é uma das causas da degradação

Defesa

À frente da iniciativa está também a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Rio Limpo, fundada em Lauro de Freitas, que atua em defesa do rio Joanes, e o Movimento Rios Vivos, instância que reúne diversas entidades.

O diretor-executivo da Rio Limpo, Fernando Borba, considera que a carta-compromisso que será elaborada deve estabelecer um cronograma de ações de revitalização, como a recuperação das matas ciliares, do manguezal que há na foz, entre outros aspectos.

“O objetivo principal é fazer um diagnóstico. O que está havendo com o Joanes e seus afluentes? E qual a providência que os municípios vão adotar para resolver”, questiona Borba. O evento é aberto ao público e a entrada é gratuita.

Post Top Ad

Your Ad Spot

MAIN MENU