NOTÍCIAS 24HS

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 27 de junho de 2018

População carcerária duplica em uma década no Brasil, 64% são negros

População carcerária duplica em uma década no Brasil
O levantamento Nacional de informações penitenciárias, relatório de apresenta os últimos dados oficiais divulgado, revelou que a população carcerária brasileira quase dobrou de 2006 a 2016, passando de 401mil para 726 mil presos. Estima-se que o número seja ainda maior visto que a quantidade de encarceramentos no país cresce a cada ano.
O Brasil tem a terceira maior população carcerária do mundo. Raul jungmann, ministro da Segurança Pública, afirmou que, ao final de 2019, o país terá um milhão de Condenados. são 756 mil hoje, mas há 564mil mandados de prisão em aberto, alegou.
Do total de presos 40% estão sem condenação judicial E 64% são negros. A Bahia é o estado que apresenta o terceiro maior índice de encarcerados negros no país, ficando atrás apenas do Acre 95% e do Amapá 91%.
a pesquisa também revelou que 95% dos brasileiros que estão privados de liberdade são homens.
Dados do Ministério da Justiça pública mostram também que apenas 12% dos presos trabalham, e 15% estudam e menos de 1% tem graduação. Segundo o Coordenador Geral de promoção da Cidadania do depen, Mara fregapani Barreto, Isso mostra que os brasileiros já entrou no sistema prisional em situação de vulnerabilidade.
Em relação à superlotação, a taxa no Brasil é de 197%, ou seja, existem praticamente dois presos para cada vaga disponível em penitenciárias. Acredita-se que nove em cada dez detentos vivem unidades superlotadas.
julgue me explicou que o sistema prisional é o maior foco de preocupação do ministério. O orçamento anual do fundo penitenciário nacional é de cerca de 1, 3 bilhão. nós temos dinheiro, mas a gente não consegue construir presídios e penitenciárias, apesar da Necessidade, contou.
isso porque, ainda segundo o ministro o governo tem recursos, mas esbarra na burocracia Municipal e na judicialização das licitações.
Além disso, os municípios temem que ao receber penitenciárias o índice de criminalidade aumente na região. outra situação preocupante é que há mais de 143 mil mandados de prisão pendente de cumprimento, de acordo com Banco Nacional de monitoramento de prisões no Conselho Nacional de Justiça CNJ.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Your Ad Spot

MAIN MENU