NOTÍCIAS 24HS

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Lauro de Freitas comemora redução de mortes violentas no balanço do primeiro semestre na RMS

 Lauro de Freitas comemora redução de mortes violentas no balanço do primeiro semestre na RMS
As mortes violentas - homicídio, latrocínio e lesão dolosa - fecharam o primeiro semestre de 2018 com redução de 14% na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A redução dos índices foi comemorada na tarde desta quinta-feira (12) pela prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho. A gestora participou do encontro que reuniu, no município, os comandantes das Companhias Independentes da Polícia Miliar (CIPM) que atuam na região para avaliar a efetividade das ações preventivas e ostensivas, e traçar metas para o segundo semestre do ano.
Moema parabenizou as equipes e destacou o esforço coletivo como fator exitoso para a redução dos índices. “É o investimento na segurança pública e também nas pessoas. O mérito é do empenho, do trabalho continuo e incansável”, disse. A prefeita criticou a metodologia de pesquisas nacionais que apontam Lauro de Freitas no ranking das cidades mais violentas e o Estado o mais violento. “Se realmente aqui fosse o lugar mais violento o exército estaria ocupando nosso município e não no Rio de Janeiro como ocorre. O fato questionável é a metodologia aplicada nessas pesquisas; no Sul e Sudeste do país eles contam chacina como sendo apenas um crime, enquanto que aqui o governo contabiliza por vidas ceifadas”, frisou.
De acordo com o comandante Geral da Bahia, coronel Anselmo Brandão, para o segundo semestre é esperada uma redução de mais 6% nas mortes violentas, mas a meta da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP-BA) é atingir mais 12%. “Esses dados revelam todo o esforço e trabalho das companhias. Não tenho dúvidas que iremos reduzir ainda mais”, disse, ao lado do Major Fabrício Silva, comandante da 52ª CIPM de Lauro de Freitas. O major destacou a parceria com a Prefeitura para a efetividade das ações. “Todo o apoio que a Prefeitura tem nos dado culminou nesse índice positivo”, afirmou.
O tenente coronel João Neto, da 81ª CIPM, e o coronel Alfredo Nascimento, comandante do Policiamento na Região Integrada de Segurança Pública (Risp) da RMS e mais os comandantes das CIPMs da região referendaram os números que mostram a redução dos índices.
Segundo a SSP-BA, nos quatro primeiros meses deste ano (janeiro/abril) foram contabilizados 1.993 casos contra 2.322 no mesmo período do ano passado. Em números absolutos são 329 mortes a menos em todo o estado. Ainda conforme a secretaria, o panorama em Salvador, Região Metropolitana e interior do estado é de decréscimo. Na capital, o índice foi menor em 17,1%, com 392 registros em 2018, enquanto no ano anterior foram computados 473. Já na RMS, a redução foi de 29,6%, - 219 ocorrências este ano contra 311 em 2017 no mesmo período. Nos municípios do interior, a queda ficou em 10,1%, com 1.382 casos em 2018, contra 1.538, no ano anterior.
VIODEOMONITORAMENTO
Em Lauro de Freitas, assim que assumiu a gestão, a prefeita Moema Gramacho determinou a vistoria de todas as câmeras de vídeomonitoramento distribuídas na cidade. O sistema implantado durante seu segundo mandato, foi encontrado totalmente deteriorado e com a maioria das câmeras desativadas, apenas seis unidades estavam em funcionamento. Hoje, em todos os bairros e nas principais praças e avenidas de Lauro de Freitas, 250 câmeras monitoram o município 24 horas por dia. Os aparelhos enviam imagens em tempo real à central, onde policiais civis e militares e guardas municipais estão atentos às situações para acionar o auxílio das viaturas a qualquer suspeita de irregularidade de conduta ou tentativas criminais. Até o final do ano mais 700 unidades estarão em funcionamento.
Além das ações na área da segurança, projetos e programas desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com as Companhias Independentes da Policia Militar (CIPM), 52ª e 81ª, a exemplo da Força Nacional, Centro Panamericano de Judô e governo do estado garantem atividades complementares para os pequeninos durante o turno oposto as aulas regulares. “Hoje no Proerd, temos aproximadamente mil e quatrocentas crianças e pré-adolescentes, alunos de dez escolas da rede municipal e duas da rede privada, que assistem as nossas palestras, aulas e dinâmicas com o foco preventivo no uso de entorpecentes”, explicou o sargento da 52ª CIPM, Juraci Brandão, monitor do Proerd.
Outra atividade que faz o maior sucesso entre a garotada são as aulas de iniciação esportiva desenvolvidas no Centro Panamericano de Judô (CPJ). Além da arte marcial, mais de mil e quinhentos alunos da rede municipal participam das aulas de basquete, vôlei e futebol no equipamento. A iniciativa acontece também nas unidades escolares onde o judô está sendo disseminado e transformando crianças em atletas. Com objetivo semelhante, o Profesp tem fomentado o esporte entre os estudantes de Areia Branca e Quingoma. No turno oposto, os alunos são levados a Base Aérea e lá participam de aulas de vôlei, futebol, natação, teatro, música e canto.
No início deste mês a cidade recebeu o primeiro núcleo na RMS da Ronda Maria Penha. A unidade, que atende mulheres vítimas de violência doméstica sob medida protetiva, vai funcionar na sede da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres (SPM), em Vilas do Atlântico.
Na reunião o major Fabrício informou o recebimento, no mês passado, de mais cinco novas viaturas da PM para o município. “É uma parceria muito importante do Estado com os municípios”, disse prefeita, que aproveitou para agradecer e parabenizar a todos os comandantes da RMS pelo empenho coletivo.


Nenhum comentário:

Post Top Ad

Your Ad Spot

MAIN MENU