NOTÍCIAS 24HS

Post Top Ad

Your Ad Spot

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Vídeo: Mulher leva tiro com arma de choque após denunciar falta de médicos em hospital


Uma mulher tentou denunciar uma suposta falta de médicos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) das Laranjeiras, de Sorocaba, no interior de São Paulo, e acabou sendo atingida com um tiro de uma arma de choque. Célia Ramos, de 42 anos, estava realizando uma transmissão ao vivo no Facebook, reclamando da situação do atendimento da unidade hospitalar, quando um guarda municipal, que não teve o nome divulgado, a abordou.

Nas imagens é possível ver o momento em que o guarda se irrita com a mulher, por ela não aceitar desligar o telefone. Os dois iniciam uma discussão e o guarda acaba tomando o celular da mão dela. Em seguida, o vídeo é volta e mostra Célia no chão, acusando o homem de ter atirado nela com uma arma de choque. O guarda é filmado guardando a arma na cintura e a paciente mostra a barriga, alegando que teria sido atingida no lugar que tem uma hérnia.

Segundo a Corregedoria da Guarda de Sorocaba, o caso será investigado e o agente deve ficar no mínimo 30 dias afastado das atividades. A Corregedoria do município vai ouvir os médicos e funcionários da UPA e ainda analisar imagens do circuito de segurança da unidade. Conforme a Secretaria de Comunicação da cidade, o vídeo de Célia começou a ser gravado 15 minutos após a abertura da ficha na UPA, um tempo que “não é excessivo, sobretudo quando se trata de plantão médico”.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Your Ad Spot

MAIN MENU