NOTÍCIAS 24HS

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Integra disponibilizou R$ 150 milhões em passagens gratuitas para policiais em 2017

A Integra, consórcio que administra os ônibus da capital baiana, disponibilizou pelo menos R$ 15 milhões de reais em passagens gratuitas para policiais militares e civis, no ano de 2017.

Segundo o coordenador do setor de gratuidades da Integra, César Nunes, a empresa oferecia de 350 mil a 450 mil passagens por mês para 15 mil profissionais da área de segurança pública, sendo 12 mil  militares e três mil civis. Já no ano de 2018, o consórcio concedeu 70 mil passagens, que totalizou o valor de mais de R$ três milhões.

De acordo com César, o número de passagens diminuiu no ano passado por causa do aumento da fiscalização. “Tinham até outras pessoas que não eram os policiais e que usavam o cartão. Com a fiscalização a gente conseguiu identificar e diminuir esse número de passagens”, afirmou ele.

Ainda conforme o coordenador, a suspensão da gratuidade, divulgada na última quarta-feira (2), vai deixar a empresa com menos um “prejuízo”. Ele alegou que a Integra vem  perdendo passageiros por causa da integração com o metrô e os transportes clandestinos.

Em 2014, 28 milhões de usuários pegavam ônibus. Hoje, 22 milhões de passageiros utilizam esse tipo de transporte. “Transporte clandestino não dá gratuidade, não é?”, questionou o coordenador.

Governo publica edital

Com a suspensão do da gratuidade, o  governo publicou, no Diário Oficial do Estado (DOE),  desta quinta-feira (3), a regulamentação dos transportes dos policiais militares e dos bombeiros. Segundo o texto, “o auxílio-transporte tem como objetivo indenizar os policiais militares e os bombeiros militares em atividade no tocante as despesas efetuadas com transporte, inclusive coletivo municipal, intermunicipal e interestadual, nos deslocamentos de suas residências para os locais de trabalho e vice-versa”.

O auxílio-transporte será pago mensalmente e em valor fixo, independentemente do posto ou graduação ocupado, no valor de R$ 162,80, reajustável na mesma data e percentual aplicado à tarifa oficial do transporte coletivo regular de passageiros do Município de Salvador, sendo creditado com a remuneração mensal do militar estadual.

Civis estão de fora

Os policiais civis não foram contemplados com o auxílio transporte. Isso porque, segundo o governo, eles já tem um acordo firmado em relação ao benefício.

De acordo com o  Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sindpoc), o valor que o governo oferece é de R$ 85.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Your Ad Spot

MAIN MENU