NOTÍCIAS 24HS

Post Top Ad

Your Ad Spot

sexta-feira, 31 de maio de 2019

Assassino de vereador é condenado a 24 anos de prisão em Maceió

O acusado de matar o vereador Silvânio Barbosa foi condenado a 24 anos de prisão. Henrique Mateus da Silva confessou que assassinou Barbosa a facadas. A sentença foi proferida na noite de terça-feira (28).

Silvânio Barbosa foi morto com 26 facadas dentro do seu apartamento, no Benedito Bentes, em 6 de setembro de 2018. O corpo só foi encontrado dias depois por um assessor, que estranhou a falta de comunicação com o vereador e foi procurá-lo em casa.

Sousa foi preso três dias depois, no interior da Paraíba. Ele é natural de Pombal, e estava vendendo cadeiras em Alagoas quando conheceu Barbosa. Eles tiveram um primeiro encontro, e depois o vereador foi procurado por ele para um segundo.

De acordo com a polícia, Sousa disse que gostava muito de carros e que o objetivo dele era levar o carro do vereador para circular na cidade de Pombal. Silvânio chegou a oferecer R$ 10 mil para ele ir embora, mas ainda assim foi morto.

No julgamento, o juiz Rodolfo Osório Gatto Herrmann disse que o crime foi premeditado e cruel, pois o assassino ficou no local do crime por mais de duas horas assistindo a vítima morrer lentamente.


Para parlamentares, pena de 24 anos em regime fechado significa que “Justiça foi feita”

Repercutiu intensamente na sessão ordinária desta quarta-feira (29) da Câmara Municipal de Maceió a condenação de Henrique Mateus, a 24 anos de prisão, em regime inicialmente fechado, pelo assassinato do vereador Silvânio Barbosa, crime ocorrido em setembro do ano passado. Henrique Mateus matou o parlamentar a golpes de faca, no apartamento da vítima, no Benedito Bentes. O veredito foi anunciado, na última terça-feira (28), pelo juiz Rodolfo Osório Gatto, da 6ª Vara Criminal de Maceió.

Sempre emocionada quando se refere ao assunto, a vereadora Silvania Barbosa (PRTB) foi a responsável por abordar a condenação na tribuna da Casa de Mário Guimarães. Além de colegas de parlamento, Silvania e Silvânio Barbosa eram muito amigos. Destacando as qualidades de Silvânio, a segunda secretária do Legislativo lembrou que segue cumprindo a promessa de fazer com que a memória de Silvânio não se apague com o tempo.

“Aquele rapaz finalmente foi condenado. A pena é de 24 anos e, se não podemos trazer Silvânio Barbosa de volta, pelo menos a Justiça cumpriu sua parte de colocar atrás das grades uma pessoa fria e sem nenhuma empatia pela vida humana. Como todos sabem, Silvânio era mais que um colega de parlamento, era um amigo com quem eu dividia coisas íntimas e de quem ouvia questões particulares da vida dele. A saudade é enorme e, após oito meses de sua partida de forma trágica, sigo aqui na tribuna da Câmara fazendo com que ele não seja esquecido”, declarou Silvania Barbosa, lembrando que a justiça de Deus ainda aguarda por Henrique Mateus para ser feita.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Your Ad Spot

MAIN MENU