NOTÍCIAS 24HS

Post Top Ad

Your Ad Spot

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Em balanço semestral, SSP avalia Reconhecimento Facial como auxílio em prisões

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) realizou na manhã desta sexta-feira, 9, o balanço do primeiro semestre de 2019. Os dados foram divulgados pelo secretário Maurício Teles Barbosa, no Centro de Operações e Inteligência. Entre os pontos citados, o sistema de Reconhecimento Facial do órgão foi importante nos resultados apresentados.

De acordo com a SSP-BA, além do destaque nacional e internal, o equipamento auxiliou na prisão de 39 suspeitos em Salvador e Feira de Santana, que estavam foragidos da Justiça ou descumprindo critérios de prisão domiciliar. Estes suspeitos foram identificados através de imagens de segurança presentes em estações de Metrô, Rodoviária, Aeroporto Internacional de Salvador e também em eventos de grande porte, como Carnaval, Micareta de Feira e Copa América. Já entre janeiro e agosto, a ferramenta identificou 47 suspeitos.

"Somos pioneiros e nos orgulhamos da Bahia ser referência no Brasil. Estados das regiões Sudeste e Sul estão montando os seus sistemas de reconhecimento facial espelhados no nosso", celebrou Maurício Teles Barbosa, secretário da SSP-BA.

Segundo o secretário, há em curso uma nova licitação para implementações de mais câmeras. "Vamos avançar na Região Metropolitana de Salvador e nas maiores cidades do interior da Bahia, mantendo sempre o protocolo de apuração durante cada abordagem. Importante ressaltar que não tivemos erros, na Bahia, e isso graças à tranquilidade e preparo dos nossos policiais".

Redução de CVLIs

A SSP-BA também apontou que houve redução de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs – homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte) durante o primeiro semestre. Na Bahia, a diminuição ficou em 16%, ou seja, em 2019 foram 2.586 crimes destas categorias e no mesmo período do ano anterior foram 3.079.

Em Salvador houve redução de 17,4%, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) os CVLIs foram reduzidos em 19,4% e no interior 15,1%.

Houve também queda nos roubos a bancos e veículos, com reduções de 19% e 18,2%, respectivamente. Os crimes da estabilização em coletivo cresceram em 0,1%.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Your Ad Spot

MAIN MENU