NOTÍCIAS 24HS

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

HGRS oferece programação especial para o Novembro Roxo

João Arthur chegou ao mundo bem antes do programado. A dois dias de completar sete meses de gestação, a vendedora Marilene Pires da Silva, precisou sair às pressas de Tapiramutá – a 395 km de Salvador – para dar à luz ao bebê que nasceu pesando 700 gramas.

O parto aconteceu no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), onde João está internado desde o dia 16 de setembro. Depois de passar pela unidade de terapia intensiva (UTI) neonatal, mãe e filho – que, hoje, pesa 1.395 gramas – aguardam a alta hospitalar na Unidade de cuidado intermediário neonatal canguru (Ucinca-HGRS).

Esse processo, marcado pelos sentimentos de medo e ansiedade, é conhecido por todas as mães de bebês prematuros. Até atingir o peso e as condições de saúde ideais para voltar para casa, a família tem de aprender a viver a difícil rotina das unidades neonatais de terapia intensiva e semi-intensiva.

Para conscientizar a sociedade sobre os riscos da prematuridade e a necessidade de assistência especializada para o prematuro e sua família, o HGRS oferecerá, a partir desta sexta-feira (1º), uma programação especial em atenção ao Novembro Roxo – mês de sensibilização para a causa. Neste ano, a campanha trabalhará o tema ‘Nasci prematuro, e agora?’.

Foi com essa questão que Marilene, de 26 anos, teve que lidar quando viu João pela primeira vez e, segundo ela, graças à assistência encontrada no HGRS, sua insegurança foi minimizada. “Precisei adiantar muito o parto porque tive complicações decorrentes do lúpus, mas não imaginava que teria um bebê tão pequeno. Achei que ele não ia sobreviver, senti muita angústia. Agora, já consigo respirar mais aliviada, ele está bem, sem uso de antibiótico e sem ventilação mecânica, apenas ganhando peso para ir embora”, lembra ela, que tem outro filho de 5 anos.

Além das rodas de conversa, o complexo de neonatologia do HGRS irá se encarregar da montagem de um stand para simular a assistência prestada nas unidades de terapia intensiva, de cuidados intermediários e no alojamento conjunto. No espaço, existirão alguns equipamentos como incubadora, aparelho de fototerapia, respirador, boneco e estetoscópio, que serão apresentados de forma simples e didática por profissionais da equipe. Serão distribuídos materiais com conteúdo explicativo e haverá, no local, cartazes mostrando os indicadores da unidade, além de um espaço interativo destinado à sociedade.


Confira, abaixo, a agenda completa do Novembro Roxo no HGRS.

1 a 30/11 – Exposição fotográfica ‘Bebês prematuros – pequenos heróis’, na ala neonatal (3º andar do HGRS);
1 a 30/11 – Decoração do complexo de neonatologia, na ala neonatal (3º andar do HGRS);
1 a 30/11 – Quiz da prematuridade, na ala neonatal (3º andar do HGRS);
5, 12, 19 e 26/11 – Rodas de conversa*, 14h30, na ala neonatal (3º andar do HGRS);
18/11 – Stand Neonatal, 9 às 17h, na entrada principal do HGRS.

*As rodas de conversa são voltadas para os profissionais do serviço neonatal, com o objetivo de discutir maneiras de melhorar a assistência oferecida.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Your Ad Spot

MAIN MENU