NOTÍCIAS 24HS

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Feira Baiana da Agricultura familiar começa neste sábado

A Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária chega à 10ª edição ainda mais forte, para celebrar o crescimento do segmento que se consolidou e ganha cada vez mais o mercado da Bahia e do Brasil.  O evento será realizado e 23 de novembro a 1º de dezembro, no Parque de Exposições de Salvador, durante a Fenagro 2019.

Este ano, além dos produtos já conhecidos, como as cervejas artesanais de umbu e de licuri, linguiça de tilápia, iogurte de café, umbu e licuri e licuri caramelizado, a feira traz novidades como cerveja de maracujá da Caatinga, iogurte de abacaxi, cosméticos feito à base de mel, drinks de café, chopp de licuri, de cupuaçu  e de mel de cacau, barras de chocolate com pimenta, gengibre e muito mais.

Considerado o maior evento de comercialização da agricultura familiar do país, a feira é organizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes/BA), e apresenta na capital cerca de 3 mil produtos, de mais de 400 empreendimentos de toda a Bahia. Em um espaço com 27 armazéns cenográficos, que mostrarão a riqueza produzida por associações e cooperativas da agricultura familiar, o público visitante vai se sentir no interior baiano.

Também estarão sendo comercializados cortes especiais de cordeiro, espetinho de bode, carne defumada de caprino, azeite de licuri, vinho caseiro de jaca, queijo de leite de cabra maturado na cachaça e ao vinho, hambúrgueres de sardinha e de jaca, tilápia, ostra, cafés finos, chocolates, nibs caramelizado e granulado, cachaças,  licores, mel,  pólen,  geleias, café gourmet, flocão de milho não transgênico, castanhas de caju, doces, sorvetes, sequilhos, biscoitos, beijus, artesanato, moda e cosméticos.

Na 10ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, haverá ainda uma Praça Gastronômica com uma Vila do Forró, uma Cozinha Show, Praça Quilombola, Praça Indígena, Feira de Artesanato e Feira Tecnológica. Destaca ainda para o Simpósio de Pesquisas, as inovações do Balcão Tecnológico, seminários temáticos e eventos diversos, para fortalecer a agricultura familiar da Bahia, além de uma vasta programação cultural.

Expoentes da Agricultura Familiar

Para marcar os 10 anos da Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, o evento contará com a exposição fotográfica 'Expoentes da Agricultura Familiar', uma homenagem a personagens que contribuíram para a construção da história da agricultura familiar baiana.

Será lançado também um novo selo da agricultura familiar, que se tornará obrigatório pelas associações e cooperativas a partir da portaria da SDR. Durante a feira, a Bahia fará a adesão, oficialmente, à Década da Agricultura Familiar, lançada pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Praça Gastronômica

Uma das novidades da feira são as Ilhas do Bode e do Pescado. Na ilha do Bode, o público vai se deliciar com pratos como bode assado, hambúrguer de cordeiro, cortes especiais de cordeiros e cabritos como carré francês, filé mignon, costeleta, linguiças caprinas ovinas tradicionais, apimentadas e para churrasco.  Na Ilha do pescado, catados de siri, aratu, sururu, chumbinho, linguiça defumada de peixe, filé, espetinho e caldo de peixe compõem alguns dos pratos que estarão sendo comercializados. 

Na Praça Gastronômica, também poderá ser apreciada a culinária trabalhada pela agricultura familiar diversas regiões da Bahia, como as ostras do Recôncavo, a galinha caipira do Portal do Sertão, a moqueca de tucunaré da Chapada Diamantina e a Tapioca Gourmet do Sudoeste Baiano. Além disso, para os amantes de uma boa bebida, a praça conta com quiosques com cerveja de maracujá da caatinga, chopp mel de cacau, de umbu, frozen de cachaça Abaíra e frozen de cachaça Paramirim.

Cozinha Show

Na Cozinha Show – Sabores e Saberes da Agricultura Familiar, nomes renomados na gastronomia como Fabrício Lemos, Marina Sabino, Bruna Moreira, Andrea Albuquerque, Caco Marinho, Rafael Zacarias e José Morchon farão uma interação entre a gastronomia e a origem dos alimentos com a apresentação de pratos desenvolvidos a partir dos produtos comercializados na feira.

Durante toda a semana, os chefs de cozinha darão aulas para estudantes de gastronomia de universidades públicas e faculdades privadas, com intuito de resgatar saberes culinários dos povos rurais, indígenas e quilombolas, revelando memórias e tradições no preparo de alimentos pouco processados,  com a participação de representantes de comunidades. As aulas serão abertas ao público e as vagas são limitadas.

Programação cultural

A feira traz ainda uma programação cultural pra ninguém ficar de fora. Entre os destaques estão a apresentação dos Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba) e a banda Vai-Quem-Quer, na segunda-feira (25), o forrozeiro Flávio Leandro, na quinta-feira (28), Estakazero e Adelmário Coelho, no sábado (30). Os shows ocorrem na Vila Forró da Praça Gastronômica, sempre a partir das 19h.

Agricultura familiar baiana

O Governo do Estado tem feito da agricultura familiar uma das principais forças do desenvolvimento do estado e, por meio do programa Bahia Mais Forte, executado pela SDR, vem promovendo um conjunto de ações direcionadas para o fortalecimento desse segmento, responsável por 77% dos alimentos que chegam à mesa dos baianos.

Ações como a oferta de serviços de assistência técnica e extensão rural (ATER), a implantação de agroindústrias para processar e agregar valor aos produtos da agricultura familiar, ações de comercialização para escoamento da produção e acesso ao mercado; distribuição de mudas frutíferas;  mudas de palma para a segurança alimentar do rebanho.

São iniciativas que asseguram o desenvolvimento rural da Bahia, colocando a agricultura familiar no lugar de protagonista. Por meio delas, o desenvolvimento rural vai seguindo a lógica da geração de renda, emprego, produção de alimentos saudáveis, inclusão de gênero e geracional, garantia da sucessão rural, produção sustentável. A Fenagro funcionará das 8h às 22h; o ingresso custa R$ 10, exceto crianças e idosos a partir de 60 anos.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Your Ad Spot

MAIN MENU